terça-feira, 11 de agosto de 2009

Depoimento.



Nome: Eneida Campbell
Idade: 54 anos
Cidade: Niterói - RJ
Altura: 1.68
Peso Anterior: 139,4
IMC Anterior: 49.8
Data da cirurgia: 17 agosto/2004 (1ª) 24 agosto/2004 (2ª)
Técnica: Fobi Capella
Método: Y de Roux com anel
Peso atual: 72,5
IMC atual: 25,7 ( rsrsr Acima do peso!!)
Médico: Sr. Luiz Roberto Barros Barreto e Equipe

Bem falar um pouco sobre a minha vida POS GASTROPLASTIA é uma tarefa hoje em dia muito tranqüila, mas não foi sempre assim. Fui obesa por aproximadamente 20 anos. Quando criança era magra, e minha mãe vivia me dando suplementos e remédios para abrir o apetite!
Aos 17 anos, era uma mocinha que usava manequim 38 e o busto era 46! Na época isso não era moda!! Fiz plástica para redução de mamas e aí começou a minha história com a obesidade. Não sei, e até hoje não se tem certeza, mas o período da minha cirurgia de redução (8 h) e a quantidade de estimulantes de apetite parece que não combinaram e DISPAREI A ENGORDAR. Podem acreditar , operei em novembro e em fevereiro quando voltei das férias não tinha uma roupa mais que cabia Estavam grandes na parte superior ( onde reduzi) e nada cabia da cintura para baixo...
Imaginem: passei de Porta Bandeira/Baliza da escola a última menina da fila... Quem regula de idade comigo pode imaginar o que era isso nos desfiles escolares e de 7 de setembro. Bem, “perdi meu posto” e então o que fazer:comer, comer, comer, e não parei mais de engordar..Em três anos tinha aumentado quase 50 quilos.
Mas a vida foi seguindo..
Bonitinha, agradável, muito animada, atleta e namoradeira, a OBESIDADE não me incomodava, eu “driblava” ela: se não tinha roupa na loja, mandava fazer na costureira, muitos vestidos, criei um estilo, ESTILO GORDA! O tempo foi passando e quando tinha 26 anos casei. Quando engravidei EMAGRECI 15 quilos e Rodrigo nasceu muito bem, para ver como eu tinha reserva. O tempo continuou passando e eu continuei engordando. Separei, casei de novo!Ah, o esporte sempre fez parte da minha vida: Fiz atletismo, ginástica ritmica, e me encontrei na natação, esporte que pratiquei com sucesso de 10 até 23 anos. Quando estava com 29 anos e levava meu filho para aulas de natação voltei a nadar. OBESA MORBIDA e atleta MASTER campeã! Cheia de medalhas... O maiô? Tinha que fazer por encomenda, maior até na parte da frente por causa da barriga.
A vida continuou passando, separei novamente e rsrsr casei pela 3º vez! E as comorbidades chegando: diabetes, hipertensão, labirintite,disfunções hormonais... Por que? Porque durante estes anos experimentei TODAS as dietas: do sol, da lua, da uva, da sopa... Passei por vários”médicos” e tomei muita anfetamina. Teve uma época que perdi 38 quilos e recuperei os 38 mais 14!
Nunca fui uma OBESA desanimada, passeava com meu filho sobrinhos, ia a parque de diversões onde todos olhavam “a gorda” nos brinquedos, até o dia que fui gentilmente convidada a descer de um...E não esqueço o triste olhar das crianças que só podiam ir acompanhadas...Dia triste demais no Tivoli!!
O tempo continuou passando, eu ingeria em torno de 14 comprimidos diários para controle de minhas doenças , até que um dia sem sentir absolutamente nada, a não ser calor, fui parar no Hospital Santa Cruz vítima de uma ISQUEMIA SILENCIOSA, a pressão estava a 23 /17.
Pensei muito sobre viver com saúde naquele dia. E ao ver minha face “esquisita”, bem tortinha, decidi: Vou emagrecer, quero continuar por perto de meu filho e da minha mãe e meu pai. Ah, meu pai faleceu sem ver o desejo de me ver magra, ele me ajudou demais pois fez na época um excelente plano de saúde para mim, mas o tempo não permitiu que ele participasse desta luta, ele partiu antes, vítima de hipertensâo, problemas cardíacos, vasculares, e aneurisma...que herança!
Passei a visitar vários médicos e me decidi pela equipe que me acompanha até hoje. Com ajudá da endócrino e da nutricionista eliminei 17 quilos antes da cirurgia, nos 6 meses que antecederam a data da liberação de todos os exame. Passei com louvor em todos e chegou o grande dia, Neste período futuquei muito na Internet, e não existia estes esclarecimentos de hoje, mas consegui muitas dicas, afinal já vai para 5 anos.
A cirurgia foi um sucesso, vim para casa no 3º dia, e a partir do 5º dia comecei com dores nas costas – Voltei ao médico e fui internada imediatamente: FISTULA – Fui reoperada no dia 24 de agosto e permaneci no hospital até o dia 23 outubro – 59 dias!! Neste período tive bacteremia, derrame pleural ( fiz 3 punções ) depressão, mau humor e não emagrecia nada , afinal estava com alimentação parenteral com vitaminas/calorias para poder suportar os antibióticos... Foi um período muito ruim, tive minha irmã comigo TODOS os dias.
Mas graças a competência da minha equipe, minha vontade de viver ,e todas as orações de amigos de vários credos hoje estou aqui, escrevendo para vocês.
Com um ano de operada conheci meu atual marido,( já perceberam que gosto de estar casada!) mais um presente, este homem me conheceu na pior fase, eu já tinha eliminado 70 kg, estava quase liberada para plásticas, precisava somente regular minhas taxas, eu era uma pessoa lindinha : DE ROUPA!
Passamos juntos, eu ele pela abdominoplastia onde retirei 3,850 de pele, em dezembro de 2005, em junho de 2007 fiz reconstrução das mamas, lembram que eu tinha reduzido quando tinha 18 anos? Então, era só pele pendurada, e em dezembro de 2007 fiz pernas, retirei 2 kg de pele.
Não posso esquecer: quando cheguei a meta: 63 kg eu me odiei- Não me via tão magra, e fiquei fraca também, cheguei na equipe chorando que “queria engordar”!
Hoje, tenho dois quilos flutuantes, engordo e emagreço, fico entre 73/75, e preciso me policiar.
Sei que muitos acham estranho, mas ainda hoje com quase 5 anos de operada freqüento as reuniões de minha equipe. Faço terapia ( agora quinzenal) , vou a endócrino e a nutricionista( 3 vezes ao ano) , mas faço tudo isso em busca de manter a SAÚDE SEMPRE.
Enfim . minha história com a gastroplastia é esta..Uma história de persistência e controle...nada acontece por acaso!
Sintam-se a vontade de perguntar o que quiserem pelo Orkut Eneida Campbell/Gastroplastia.

2 comentários:

Glória Britho disse...

Essa é a minha amiga,minha irmã. Corajosa, verdadeira, generosa. Sou mais feliz por ter encontrado essa mulher que tem grampos no estômago e flores no coração.

angelica disse...

Olá meu nome é Angélica e tenho 30 anos estou muito infeliz, fiz de tudo até hoje para não ser obesa mas,tenho obesos na família e estou perdendo essa luta.Já tenho 96kg e 1.63de altura fiz meu IMC já está com 36,1 quero fazer a redução e procuro um médico que eu possa confiar !!Me ajudem por favor.
Obrigada e bjus pra todos.
Meu msn é angelfofuxa_26@hotmail.com