domingo, 23 de agosto de 2009

A batalha contra a leucemia!!


Evitei muitas vezes de falar sobre o assunto porque me trazia dores, culpas e porque não queria me expor a comentários do tipo _ Ela esta falando isso para aparecer! agora é diferente preciso ajudar a tirar as duvidas de algumas pessoas.
É muitos me perguntavam se era por causa da GASTROPLASTIA. E eu respondo sem a menor sombra de dúvida NÃO. Não foi a gastroplastia que me causou LEUCEMIA A leucemia foi conseqüência de várias atitudes minhas impensadas e incoerentes .
Vou contar aqui toda minha história como já fiz em outros tópicos sobre Gastroplastia, porem aqui vou contar nos mínimos detalhes para q todos possam entender melhor a minha trajetória até a Leucemia.
Sempre fui uma criança magra,tomei muuiittoo medicamento dado por minha mãe para engordar, dos 12 aos 15 anos fui “gordinha” então fazia exercício e dietas para manter o peso, quando jovem era considerada como a mulata BOAZUDA tinha cintura fina, quadris largo e um baita bundão e recebia muito elogios por isso. Me casei com 67kls, e por um longo período fiz diversos tratamentos para engravidar (6 anos) e comecei a engordar, até q tive meus filhos e foi a realização de um sonho, estava tão cheia de felicidade por te-los q esqueci de mim, e fui só engordando ,engordando e em conseqüência da obesidade (135 kilos ) tive hipertensão e principio de isquemia. Quando resolvi fazer a gastroplastia era por causa da saúde, por meus filhos, mais tb por estava cansada de ouvir “Nossa vc era tão bonita e agora como engordou!” .
Bem eu tive anemia, mesmo antes de operar já fazia tratamento para anemia por muito tempo,quando operei minha nutri sempre se preocupou com a minha anemia e sempre me indicou alimentação e vitaminas para manter minhas taxas altas, pois como tds sabem temos (nós gastroplastizados) tendencia a ficar anêmico por falta de absorção no organismo.
A segeira do perder peso sem medida, Tb me assolou por um tempo, ai por minha conta e sem consultar minha equipe médica,(mesmo porque meu médico, não tem uma equipe fixa para pós operados, como nos institutos, ele após a grastro indica alguns parceiros como nutri, cardiologista e psicologo) assumi o controle da minha vida e fiz dieta (maluca) não comia nada, não ingeri a quantidade de vitaminas, cálcio, sais minerais, ferro e etc... q meu organismo precisava, não visitei meu médico ou qq outro por mais de 1 anos e quando voltei estava, anêmica, desnutrida, com síndrome do pânico e já estava em um quadro LEUCEMICO.
Ai vc me pergunta pq vc não procurou sua equipe médica antes? Bem eu não queria engordar, queria ficar “linda e magra” (pura ilusão). Quando percebi q não estava emagrecendo rapidamente (temos um período pós gastroplastia q a perda de peso desacelera isso é normal e q a vitamina poderia estar ajudando a não perder peso rapidamente e o fato de estar tomando vitaminas poderia me engordar . Parei tudo! Eu queria voltar a ser como antes, tinha a “qualquer preço “ q voltar a ser magra.
Isso até aparecer o desejo de fazer as plástica, pois já q eu estava magra,e já estava em um processo de olhar no espelho a achar q estava tudo perfeito,já havia conquistado a minha forma física de antes de engravidar, onde todos me elogiavam e não me censurava por ser gorda (mesmo sem estar tudo certo) porque desmaiava o tempo todo, tinha diversas manchas roxas pelo corpo, vomitava quando comia, tomava banho e lavava as mãos diversas vezes quando me sentia cheia por alguma coisa q havia comido, tinha medo de ir a festas e reuniões de amigos para não sentir vontade de comer ou mastigar, mastigava gelo para matar a fome porque alguem havia me falado q emagrece (bem isso é outra historia absurda de conselhos recebido pela net) e tomava calmantes para dormir, porque dormindo não sentia fome e nem vontade de comer.
Pois bem lá fui eu para a consulta com o cirurgião plastico, q me pediu os exames para operar, pois eu estava certa q era a melhor coisa a se fazer. Ao receber o resultado dos meus exames ele me indicou para um hematologista que sem pestanejar me mandou diretamente a um Oncologista..
Então foi ai q descobri q a minha simples anemia q eu não dei a menor importância era LEUCEMIA.
Se pensarmos q tomar centrum engorda, nenhum médico iria receita-lo após a gastro não é ?
Então para não ouvir da nutri e da equipe médica q precisava comer, tomar vitaminas e fazer tudo q era necessário para me manter saudável após a gastroplastia simplesmente , não apareci mais no consultório médico.
Pois bem tive uma amenia crônica q se chama Anemia Aplástica :
Anemia Aplástica ou Aplásica ocorre quando a medula óssea produz em quantidade insuficiente os três diferentes tipos de células sanguíneas existentes: glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. O termo Anemia pode ser reservado apenas para a deficiência de glóbulos vermelhos, enquanto que a diminuição de leucócitos seria chamada de leucopenia e a diminuição de plaquetas de trombocitopenia. A diminuição das três linhagens celulares pode ser chamada de aplasia de medula.
Geralmente é a Leucemia q causa Amenia,porque a leucemia aumenta a produção de glóbulos brancos, diminuindo a produção de glóbulos vermelhos,gerando assim uma Anemia.
No meu caso q não é um caso absoluto e sim especifico do meu organismos, a minha anemia que não foi cuidada devidamente por mim foi se agravando, virou aguda e depois cronica, se tornando numa Anemia aplástica, tive aumento dos glóbulos brancos,diminuição ainda mais dos glóbulos vermelhos e plaquetas , gerando um aplasia de medula. Segundo o meu médico eu poderia ter LEUCEMIA mesmo sem ter feito a Gastroplastia e em virtude da leucemia ter anemia. Porém eu não cuidei de uma simples anemia quando tive oportunidade, porque antes de fazer a gastroplastia e mesmo depois dela, não cuidei do meu lado emocional.
Vamos lá resolvi operar fiz algumas consultas a psicologa q me liberou para fazer a gastroplastia rapidamente e com os exames na mão Pooooo fiz a gastroplastia.
Pergunto e respondo, tinha condições psicológicas para fazer a gastroplastia? NÃO.
Há 4 anos atrás falávamos menos sobre este assunto, era algo novo, com vários estudos ainda sendo desenvolvido,institutos sendo formados e não tinha muitas comunidades (sérias) e a Gastroplastia era a palavra mágica para a “realização do sonho de ser magro”.Eu poderia ter pesquisado mais mais, me informado melhor . Porém eu queria emagrecer e pronto.
Achava q emagrecendo iria resolver não só o meu problema físico de hipertensão e etc... e tb meu problema emocional por não querer ser gorda. Grande equivoco!
Mais é extremamente necessário a ajuda de um profissional como psicologo, psiquiatra após a gastroplastia para nos orientar sobre a mudança de vida! Não banalize suas consultas médicas, as palestras, as indas e vindas ao consultório do seu médico, não faça concessões q podem te trazer graves problemas futuros, precisamos sim de orientação e ajuda médica nosso corpo é um universo absoluto e seu funcionamento perfeito muitas vezes independe de nossa vontade.
Hoje além de quase ter morrido, de ter perdido grande parte do meu cabelo (não fiquei careca),de não poder mestruar, de ter engordado quase 15 quilos por causa de efeitos do medicamento da quimioterapia (Corticóides) de viver o efeito sanfona, de estar lutando a cada dia para recuperar o meu equilíbrio e auto confiança, ainda tenho q ouvir as cobranças e pior de gastroplastizados do tipo _ Nossa vc está engordando de novo! (eu e a minha amiga de quimio a atriz Mara Mansano né rsrsr)
Tive LEUCEMIA,passei varias vezes pelo INCA, tive a minha família do meu lado,tive DEUS como meu ajudador, pois em todo tempo Ele esteve ao meu lado renovando as minhas forças e a minha FÈ, pois descobri a doença a tempo de fazer um tratamento antes da MORTE,para aprender q não sou “dona da minha vida” q mesmo q o universo conspire ao meu favor, preciso respeitar as sua regras, por q se não for assim, tenho q estar disposta a pagar o preço das conseqüências dos meus atos q nem sempre não fáceis de suportar.
Tive e tenho muitos amigos ao meu lado a todo tempo me dando forças, me ajudando como a por ex. Vivi e a Eneida q estiveram comigo várias vezes nesta dura caminhada , inclusive quando eu recebi alta da quimioterapia estava com elas e chorava tanto q elas não sabia se o resultado do exame era a morte ou vida rsrsr.
Hoje tomei a coragem de postar aqui este livro,contando tudo nos mínimos detalhes,para tentar ajudar aos amigos gastroplastizados a não banalizar sua situação, não deixe q uma coisa simples se agrave. Dê importância a vida e a chance que recebeu após a gastroplastia de ter uma vida com qualidade!
EU ESTOU VIVA E CELEBRO ISSO A TODO INSTANTE!

Obs. A felicidade independe de estar magra (o) ou estar na meta, ela mora na sua paz de espirito e isso independe da opinião de outras pessoas!

4 comentários:

CLAUDIASUITA disse...

ANGELICA, CADA DIA AMO MAIS VC!

Vivi disse...

Fazer parte do processo , a companha a luta dela de tão perto me tornou mais responsável comigo mesma. Amo vc Angel!

Rosilene disse...

É UMA GUERREIRA,ESSA MULHER!!!!!!!!!!!

Luciana Brito disse...

MEUS PARABENS ADOREI O COMENTARIO FINAL ISSO AS VEZES É MUITO DIFICIL DE ENTRAR EM NOSSA CABEÇA SO QUANDO PASSAMOS POR ALGO MUITO GRANDE PARA NOS DAR UM CHAQUALHÃO E ACORDAMOS SEJA FELIZ E TENHA MUITA SAUDE FIQUE COM DEUS